domingo, 25 de maio de 2014

Agradecemento da Comunidade Grão de Mostarda

Queridas amigas e queridos amigos
da Escola de Espiritualidade,

Agradecemos a vossa significativa contribuição para o projeto grão de mostarda, no passado dia 10. A vossa generosidade é um sinal de amor, nascido da fraternidade que entre nós se foi construindo, neste tempo de convivência da Escola de Espiritualidade; mas também é um sinal da vossa comunhão solidária com todos os “vizinhos” que, em cada dia, vamos acompanhando.

Na verdade, a nossa decisão de dedicar a vida ao acolhimento de cada ser humano, particularmente dos mais fragilizados, não era possível sem o apoio financeiro que vamos recebendo de alguns amigos deste pequeno projeto de sermos “vizinhos entre vizinhos”.
Cada dia as dificuldades são maiores para os mais fragilizados da sociedade: agora já não é somente o pão de cada dia ou os medicamentos; os problemas agravam-se com o aumento de inúmeros bens inevitáveis como a eletricidade (em 2 anos aumentou 32%), os exames complementares de diagnóstico que deixaram de ser comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde ou ainda os apoios do Estado a crianças com dificuldades de aprendizagem… Toda esta situação está a provocar uma desestruturação de muitas pessoas, que desejam ser escutadas e acompanhadas na resolução dos seus problemas interiores e de relacionamento familiar e social.

A nossa gratidão a todas e todos vós pela amabilidade fraterna.

Convosco descobrimos novos caminhos, através da partilha de outras experiências de solidariedade; na Escola de Espiritualidade experienciamos também um “tempo de busca”, que nos ajuda a compreender as “razões” mais profundas que nos convocam a uma fidelidade quotidiana à parábola do “grão de mostarda”.

Com estima fraterna,
Emília e Mário










1 comentario:

  1. El agradecimiento debe ser a ellos que son un ejemplo a seguir.
    Nosotros solo hemos puesto un granito de arena

    ResponderEliminar

Reservámonos o dereito de determinar que comentarios non deben ser publicados co obxectivo de manter un diálogo respetuoso, enriquecedor e fluido.